............................................... Análise Técnica
 
           Os métodos usados para analisar uma ação são divididos em duas grandes categorias : análise
fundamental e análise técnica.
           A análise fundamental utiliza  as características da empresa  como patrimônio, lucros ,
dívidas, despesas,  etc... para encontrar um preço adequado. É considerado um momento de compra 
se  o preço atual estiver abaixo desse preço intrínseco calculado, e enquanto não se chegar ao
valor adequado não há venda.
           Já a análise técnica pretende prever o comportamento de uma ação baseado em estatísticas 
do histórico de preços e volume , e também  através do estudo dos padrões gráficos. Ela não tenta
encontrar o preço intrínseco da ação, ao invés disso, usa gráficos para sugerir movimentos futuros
do mercado.
           Logicamente cada tipo de análise tem suas vantagens e desvantagens , e o ideal é utilizar
as duas ao mesmo tempo. A análise fundamental normalmente é usada para aplicações de longo
ou médio prazo. Já os grafistas (análise técnica), além de longo e médio prazo, também investem 
a curto prazo, para investimentos de meses,  dias ou até horas (intraday). 
           Uma crítica dos "grafistas" em relação à análise fundamental, é que a maioria das pessoas 
recebe atrasada as informações sobre as empresas, o que é publicado na imprensa, certamente já é 
de conhecimento dos profissionais do mercado. Enquanto que nos gráficos, através da análise dos 
preços e volume, você está vendo realmente o que está acontecendo.
           A análise técnica possui várias ferramentas como os indicadores técnicos, estudos com
candlestick, fibonacci, padrões gráficos, linhas de suporte e resistência, etc...
           Normalmente o mercado antecipa o fato, e algum evento, bom  ou ruim, que poderá ocorrer 
com uma empresa daqui seis meses ou mais, provavelmente já está embutido hoje no preço da ação. 
           Compare investir na bolsa com a construção de uma casa. Se você não possuir um projeto 
da casa , ao longo da construção será o caos. Isso vale para a Bolsa : se não tivermos um plano de 
entrada e saída, vamos nos deixar levar pelo sentimento, o que torna a Bolsa um cassino, onde cedo 
ou tarde haverá uma grande perda. A análise técnica fornece as ferramentas para criar esse projeto, 
por exemplo , através de cruzamento de média móveis , indicador  MACD e várias outras 
ferramentas. Com um projeto em mente é possível testá-lo no passado , isso não é garantia que vá 
funcionar no futuro, mas se der errado no passado é bem provável  que não vá funcionar no futuro.
	   A maioria dos iniciantes não possui um critério de entrada e saída, e quando a bolsa cai,  
não vendem e amargam pesadas perdas, querendo provar a si mesmo que estavam certos. Os profissionais 
sempre limitam o prejuízo, criando preço "stop" de venda , sabendo que nas altas poderão compensar 
as perdas.

       Seguidor de Tendências ( "Trend Following" ) : É um critério de investimento que utiliza
 ferramentas da análise técnica para escolher os pontos de compra e venda, e  uma vez escolhido esses 
 critérios, eles são seguidos religiosamente. 
       É necessário uma escolha adequada da ação , e a única maneira de escolher é observar 
seu comportamento no passado, mesmo que saibamos que isso não é garantia total de que vá se repetir 
no futuro. 
       O "Seguidor de Tendências" utiliza principalmente médias móveis, e indicadores técnicos que são 
construídos a partir dessas médias, e não se deixa influenciar por notícias econômicas, políticas ou pela 
análise fundamental, seguindo fielmente os seus critérios ( "setup" ) de entrada e saída. 
       Com esse sistema é possível que se fique fora do mercado por muitos meses, logo o investidor 
necessita ter consciência de que o mercado alterna altas e baixas e terá que ter calma suficiente 
para esperar o momento de entrar no mercado e também de sair.
   
      
        Veja exemplo dessa estratégia.





 
 Retorna